Se beber, não arrisque

Dirigir bêbadoQuem costuma ingerir bebida alcoólica sabe o quanto é perigoso dirigir sob o efeito da bebida. Embora cientes disso, muitos ainda insistem em arriscar. Existem aqueles que possuem métodos duvidosos para inibir tais efeitos, comendo doces, bebendo café ou tomando remédios. Alguns ainda afirmam serem melhores condutores depois de beber “umas”. Por favor, não se iluda!

Mesmo que você se sinta confiante, seus reflexos psicomotores estarão comprometidos e sua visão desorganizada, por isso as chances de você provocar um acidente são altas e involuntariamente você se torna um suicida e criminoso em potencial. Os efeitos variam de pessoa para pessoa, mas em todo caso você terá que assumir os riscos.

Dirigir em estado de embriaguez no Brasil gera multa no valor de R$ 1.915,40. Além disso, o condutor pode ter a carteira de habilitação retida pelo período mínimo de 12 meses, pena de detenção que pode ser revestida em serviços comunitários e pagar fiança proporcional. A conhecida “Lei Seca” passou a aceitar diversos meios de provas para identificar se o motorista está alcoolizado, além de testes de sangue ou bafômetro. Testes clínicos, depoimentos ou vídeos podem servir como prova para apontar se o condutor está realmente embriagado.

Portanto, não arrisque! Poucos minutos podem definir o resto da sua vida.

Atenção aos retrovisores

RetrovisorUma lição básica que todo mundo aprende na autoescola é ajustar o retrovisor do carro de forma eficaz. Não se trata apenas de conseguir enxergar através deles, pois como uma extensão da nossa visão sua importância deve ser levada em consideração especialmente para evitar riscos de acidentes.

Ao todo, são três retrovisores que precisam estar bem regulados: dois laterais e um interno, além do correto posicionamento do condutor no banco do automóvel. Para saber se os retrovisores laterais estão regulados de acordo, saiba que é necessário visualizar apenas 10% da lateral do seu carro e o restante deve mostrar as faixas de rodagem em ambos os lados.

Para que o retrovisor interno esteja corretamente posicionado, todo o vidro traseiro do carro precisa estar visível. Além de servir como forma de auxílio na hora de estacionar, ele mantém o condutor ciente sobre toda a movimentação na parte de trás do carro. Posicionar-se corretamente no banco do carro também influência na utilização desses componentes.

Criar o hábito de regular os retrovisores corretamente e não ignorar sua importância faz do mundo um lugar melhor para todos os motoristas. Fique ligado!

Crianças no carro? Veja as regras para transportá-las com segurança!

CadeirinhaDirigir com criança no carro requer sempre o máximo de atenção. Seja em longas viagens ou numa simples ida ao supermercado, todo cuidado é pouco e não é apenas o medo de levar multa que o condutor deve levar em consideração. Crianças são frágeis e estão sujeitas a sofrerem maiores traumas em um acidente de trânsito, por menor que ele possa ser.

Apenas o cinto de segurança não é suficiente para garantir a segurança da criança, pois muitas vezes, ele não fica na altura adequada e o próprio impacto pode causar lesões graves ou levar a morte. Criar o hábito de utilizar a cadeirinha em qualquer circunstância é a melhor maneira de se prevenir.

Se você tem dúvidas quanto à utilização correta desse acessório, confira as dicas que separamos:

  • Menores de um ano:

Cadeirinhas do tipo bebê conforto são as mais indicadas. Elas devem estar presas ao cinto de segurança e de costas para o banco da frente.

  • 1 a 4 anos:

Para elas, a cadeirinha deve ser posicionada no meio do banco traseiro. Assim, o condutor terá mais facilidade para checar se está tudo bem com a criança. Essa cadeirinha precisa seguir as especificações relacionadas ao peso e altura da criança.

  • 4 a 10 anos:

Nessa faixa etária, a criança costuma ser grande demais para a cadeirinha, mas pequena para a utilização do cinto de segurança. Por isso, o ideal é posicionar um acento de elevação para o correto posicionamento do cinto.

  • Maiores de dez anos:

A partir dessa idade, a maior parte das crianças já atingiu a altura necessária para a utilização do cinto de segurança e não precisa de qualquer tipo de suporte. Para saber se ela possui a altura adequada, basta verificar se ela consegue encostar os pés no chão do carro estando sentada e com os joelhos dobrados na borda do acento.

Evite levar bebês no colo ou utilizar almofadas para dar altura à criança. Seguindo essas recomendações você evita multas e deixa seu filho bem protegido!

Crianças na cadeirinha

A importância do GPS

GPSUm dos sistemas mais importantes da atualidade, o GPS (Global Positioning System ou Sistema de Posicionamento Global) pode ser utilizado em diversos serviços com propósitos diferentes. Ele veio para substituir os mapas e outros acessórios de navegação, além de poupar o motorista de ficar perguntando sobre a localização de qualquer lugar para pessoas estranhas na rua.

O GPS identifica a localização de um aparelho chamado de receptor. Esse aparelho envia um sinal para o satélite que fornece informações através da representação de um mapa, indicando quais os caminhos que o condutor pode percorrer para chegar ao local desejado.

Os GPS’s mais modernos indicam, além de posicionamento, informações sobre locais específicos, como: áreas de serviços e produtos, centros históricos, hospitais, delegacias e, caso seu carro seja roubado, acusa a localização do automóvel fornecendo informações completas do endereço.

No Brasil, ele surgiu em 1992, servindo como rastreador de caminhões para empresas de grande porte e, embora seja um serviço moderno e que oferece grandes vantagens, alguns países, preocupados com a exposição que esse sistema oferece, não permitem sua utilização dentro desse território. Países como a Coreia do Norte e a Síria, que estão sempre envolvidas em conflitos com outros países são exemplo de lugares que proíbem a utilização do GPS.

Para você, quais as vantagens que o GPS oferece? Deixe seu comentário!

Cuidados com a postura na hora de dirigir

PosturaComo é a sua postura ao dirigir? Você aproxima o banco quase encostando seu peito ao volante ou afasta quase que alcançando o banco traseiro? Deita o banco e depois fica curvado para poder enxergar melhor? Seja como for, saiba que a má postura na direção pode lhe trazer problemas de saúde.

Se você já teve que enfrentar horas no trânsito, sabe que para relaxar a primeira coisa a ser feita é melhorar a sua postura, pois as dores podem surgir em diversas partes do corpo. Ficar atento ao tráfego fará com que você esqueça de tomar cuidados simples ao dirigir e é preciso ficar atento. Confira algumas dicas:

  • Mantenha os membros semiflexionados (nem muito esticados e nem muito dobrados) para não sobrecarregar as articulações;
  • Os joelhos devem estar na altura do quadril e as coxas apoiadas no banco para aliviar a tensão;
  • Quando o carro estiver parado, mantenha seus calcanhares no assoalho (chão do carro) e não nos pedais e procure ficar relaxado;
  • Você deve manter-se encostado no assento, de modo que não escorregue e nem saia do lugar ao fazer curvas;
  • Regule o encosto da cabeça para que fique nivelado com a sua própria altura;
  • Se precisar, encoste o carro e alongue-se um pouco. Depois de horas no trânsito isso pode ajudá-lo a ficar mais relaxado;

Postrua correta

Se você opta em adotar uma postura adequada ao dirigir, além de condicionar melhor seu campo de visão, fica mais confortável e seguro, evitando o cansaço. Adote essa ideia!

O que é o IPVA?

IPVA 2014O imposto sobre propriedade de veículos automotores, popularmente tratado pela sigla IPVA, é cobrado anualmente a partir do primeiro mês do ano de quem possui carros, motos, ônibus, caminhões e aeronaves.

O valor cobrado varia de acordo com o tipo e modelo do automóvel, localidade e de estado para estado. Sua arrecadação é dividida entre o governo federal e o estado em que o veículo está cadastrado e deve ser revertido em investimentos na manutenção das estradas.

Para ser isento do pagamento o proprietário deve possuir os seguintes tipos de veículos: adaptado para portador de deficiência, agrícolas, veículos antigos (entre 10 e 20 anos, dependendo do estado), táxis, veículos diplomáticos e com potência inferior à 50 cavalos.

Existe a opção de parcelamento do valor total do imposto e o pagamento à vista, ou seja, em uma única parcela, que pode gerar descontos significativos. Qualquer agência bancária, assim como as casas lotéricas, recebe o pagamento do IPVA. Para isso, basta você informar apenas o número do RENAVAM registrado no veículo.

Caso você não efetue o pagamento até a data limite para cada vencimento, o valor do IPVA terá acréscimos de 0,33% por dia de atraso, até o limite de 20% sobre o valor total do imposto. Além disso, você ficará sujeito a multas e até mesmo ter seu automóvel apreendido.

Para mais informações, acesse: http://www.ipva.fazenda.sp.gov.br/ipvanet/

Saiba como identificar a origem do vazamento de óleo

Vazamento de óleoEncontrar uma poça de óleo no chão da garagem é uma surpresa que nenhuma pessoa quer de ter e a primeira reação é pensar: “De onde este óleo está vazando e o que fazer para que esse vazamento pare?”. Procurar um local especializado para fazer os reparos necessários é sempre a melhor opção, mas se você quer ter a certeza da origem desse vazamento e ficar mais tranquilo, separamos algumas dicas. Confira:

  • Remova a graxa do bloco do motor com um desengraxante para que a superfície fique limpa e você possa identificar com mais clareza os componentes;
  • Coloque papel grosso ou papelão embaixo do carro para não fazer mais sujeira e ligue o carro para ver se o vazamento fica mais evidente, caso isso não aconteça na hora, o papelão irá denunciá-lo mais tarde;
  • Embaixo do carro, cheque se o filtro está devidamente apertado. Se for esse o problema aperte-o, mas se não funcionar, pode ser que a gaxeta esteja gasta e você terá que substituí-la;
  • Verifique se todos os parafusos próximos ao motor do carro estão soltos ou espanados;
  • Você pode utilizar o manual do seu carro para localizar a unidade de transmissão de óleo e poder checar sua pressão e se o encaixe está solto;
  • Gaxetas gastas ou danificadas podem causar vazamento, pois são responsáveis pela vedação de alguns componentes do automóvel.

São dicas básicas que podem ajuda-lo a ficar mais despreocupado e garantir que você rode com o seu carro com maior segurança. De qualquer forma, não se esqueça de manter as revisões em dia!

Como funcionam os freios abs

Freio absItem obrigatório de fábrica a partir deste ano, o freio abs é um forte aliado do motorista quando o assunto é segurança. Assim como os freios a disco, eles também funcionam a partir do contato entre a pastilha e o disco, mas se diferenciam no controle de bombeamento do fluído que coordena as pastilhas: os freios a disco travam as rodas totalmente, resultando em uma frenagem brusca, já o abs permite que o motorista continue no controle do carro, pois o atrito entre pastilha e disco é parcial.

Assim que vemos um obstáculo na rua, instintivamente enfiamos o pé no freio bruscamente. Essa ação é perigosa e pode causar graves acidentes, pois os automóveis sem o sistema abs tendem a derrapar e se arrastar até que parem completamente, sem que o motorista tenha controle do carro. Nesse caso, o correto seria pisar e soltar o pedal do freio continuamente, o que seria difícil em um momento de surpresa.

O freio abs faz isso automaticamente e facilita a vida do motorista oferecendo mais segurança. Você pode pisar no pedal de freio até o fim que o sistema fará o resto. É importante ressaltar que para que ele funcione plenamente é preciso estar em dia com sua manutenção, inclusive na troca das pastilhas.

Um sistema que garante tranquilidade ao motorista e maior segurança a todos os passageiros.

A importância do Air bag

Air bagBom dia, amigos!

Esperamos que a passagem do ano tenha sido excelente e que 2014 seja um ano ainda melhor que 2013!

Neste primeiro post do ano, vamos falar de algo essencial para nós: nossa segurança!

Mais importante do que desempenho e estética, o seu automóvel deve oferecer segurança. Os automóveis estão saindo de fábrica cada vez mais modernos e é preciso ter equipamentos de segurança que acompanhem essa evolução. O cinto de segurança, por exemplo, proporciona proteção sem causar desconforto. Outro item importantíssimo dessa categoria são os “air bags”.

Antigamente apenas os carros de luxo possuíam esse equipamento, mas agora virou uma exigência às montadoras brasileiras. Para que eles inflem o mais rápido possível, sua composição conta basicamente com acido de sódio e nitrato de potássio e seu balão de ar precisa ser feito de material bem resistente, para que não haja falhas na hora do impacto.

Sua eficácia junto ao cinto de segurança evita que o condutor sofra lesões graves ou fatais. Seu tamanho é especificado pelo fabricante e sua ativação chega a atingir aproximadamente 25 milésimos de segundo após o impacto para proteger a face e o peito do indivíduo, mais rápido que um piscar de olhos.

Um item importante que queremos em nosso carro, mas que não gostaríamos de utilizar nunca!