Vai para a praia? Saiba como ter cuidado com o seu carro

Praia AsiaEssa é a época do ano em que muita gente quer curtir e ter seu merecido descanso. E nada melhor do que por as malas no carro, partir para o litoral e aproveitar a praia, o sol e o mar. Para que esse passeio não se torne um pesadelo, saiba que existem alguns cuidados que você pode ter com o seu automóvel para que ele não sofra com as ações do ambiente. Confira:

  • Da mesma forma que você utiliza o protetor contra as ações dos raios solares também é possível fazer o mesmo com o seu veículo. Uma boa lavagem antes de pegar estrada, seguida de um polimento comum são suficientes para evitar a corrosão da pintura e danos na lataria;
  • O painel do carro também pode sofrer com a ação do sol e, unida à da maresia, podem fazer com que ele comece a descascar. Passar silicone no painel, no volante e nas partes internas das portas oferece proteção a esses componentes;
  • Não cubra os bancos com plástico na intenção de evitar que eles se sujem, pois podem aumentar o calor e, consequentemente, umedecer o estofado. Procure envolvê-los com uma capa impermeável;
  • Forre o assoalho com papel ou jornal para que não suje com areia;
  • Evite dirigir em alta velocidade em terrenos arenosos e tome cuidado nas curvas, pois o carro desliza facilmente nessa situação;
  • Se o carro atolar na areia, não acelere. Utilize o “tapetinho” para formar uma espécie de pista e proporcionar mais contato ao pneu;
  • Após a viagem lave o carro novamente, mas sem esfregá-lo, para evitar que grãos de areia arranhem a lataria. Jogue água sobre ele e passe a mão levemente para eliminar os grãos. Faça uma higienização interna e finalize aplicando uma nova camada de cera no automóvel.

Agora é só ter cuidado no volante e pé na estrada!

As características do freio de mão

Freio de mãoO freio de estacionamento, mais conhecido como freio de mão é um dos componentes do carro que merece atenção, pois usá de maneira correta pode garantir sua eficiência por mais tempo. É importante que ele esteja sempre bem regulado para que não ofereça riscos ao condutor e seus passageiros.

Sua função principal é impedir que o veículo se movimente enquanto estiver estacionado, mas muitas pessoas possuem o hábito de utilizá-lo como auxílio na hora de arrancar em trechos de subidas mais acentuadas. Localizado entre os bancos do condutor e do passageiro, na maioria dos carros, o freio de mão é acionado por uma alavanca que quando puxada para cima, cumpre seu papel.

Em alguns carros ele pode ser acionado por um pedal e nos mais modernos sistema elétrico é acionado por um botão. Como esse componente pode apresentar falhas, seja por desgaste, maus hábitos do condutor ou eventuais problemas, fazer a sua manutenção é a melhor maneira de estar sempre prevenido. Confira algumas dicas:

  • Sempre acione o freio de mão suavemente, para evitar o desgaste prematuro. Puxá-lo de maneira bruta ou rapidamente, pode acabar afrouxando o cabo de aço ou outras partes móveis ligadas a ele;
  • É recomendado que ele produza de 3 à 4 cliques ao ser puxado. Mais que isso, pode significar que ele está desregulado;
  • A diminuição na capacidade de frenagem do carro parado implica no afrouxamento do cabo e a dificuldade para acionar ou soltar o freio de mão provoca seu estrangulamento.

Caso você identifique qualquer irregularidade nesse componente, não demore a resolver o problema pois, se ele perder sua funcionalidade, pode lhe trazer grandes problemas e causar graves acidentes.

Cuidado com água do radiador

Água no radiadorO radiador é o principal componente do sistema de arrefecimento do automóvel e tem a função de fazer a troca de calor no sistema. O líquido que vem aquecido do motor, passa pelos seus dutos e sofre o resfriamento, devido à circulação de ar que acontece em suas paletas para que, em seguida, ele possa retornar ao motor em uma temperatura mais baixa.

Embora não seja correto a baixa no fluído que faz a refrigeração do sistema (água + aditivos), pode acontecer uma pequena perda por evaporação em alguns casos. Se você perceber que o fluído está baixando mais rápido que de costume, é possível que haja um vazamento em algum lugar do sistema. Nesse caso, é preciso procurar um especialista.

Fique atento!

– Sempre que for verificar a água no radiador, tenha a certeza de que o motor está frio, pois o líquido ainda pode estar em circulação no sistema e isso pode prejudicar na hora de fazer a medida;

– Não abra a tampa do reservatório logo após desligar o carro para não correr o risco de espirrar água quente em você;

– Não utilize água de torneira junto ao aditivo. Ela possui cloro e sais minerais que podem danificar o sistema de arrefecimento do automóvel como, por exemplo, a corrosão;

– Utilize apenas bons aditivos. Normalmente eles são feitos a base de monoetilenoglicol, substância que aumenta o ponto de ebulição e diminui o ponto de congelamento da água, além de manter o sistema lubrificado e evitar o acumulo de sujeira.

Essas foram algumas dicas que podem ser úteis no seu dia a dia e na preservação do seu automóvel.

A eficácia da gasolina aditivada

Gasolina aditivadaDiferente da gasolina comum, a gasolina aditivada possui alguns componentes detergentes e dispersantes que auxiliam na limpeza de todo o sistema de alimentação do veículo (linha de combustível, bomba, injetores e tanque), além de dispersar a sujeira. Por isso, o uso desse combustível é recomendado, mesmo que ele não seja, você pode optar em utilizá-la de vez em quando, no mínimo um tanque da aditivada para dois da comum.

Além do mais, o aditivo retarda a oxidação da gasolina e impede a formação da carbonização na câmara de combustão. Caso você desconfie que posto em que você abastece vende a gasolina comum com o preço da aditivada, ainda há a opção de fazer o acréscimo dos aditivos você mesmo. Eles podem ser encontrados em postos, casas de peças ou nas concessionárias.

Embora a gasolina aditivada possua vantagens quanto a limpeza, ela não melhora o desempenho do automóvel. Apenas contribui para que não haja perda de potência por manter o motor limpo internamente. Vale lembrar que sua atuação é gradativa, por isso, não há o risco da sujeira entupir os injetores.Outra forma de fazer a limpeza do sistema de alimentação do veículo é utilizar o etanol de vez em quando, caso seu carro seja flex.

A gasolina aditivada não garante apenas vantagens ao veículo, mas também ao meio ambiente, pois faz com que o veículo emita menos gases poluentes. Ou seja, é uma opção eficaz e vantajosa.

Dicas para dirigir na chuva

Dirigir chuvaOs dias chuvosos costumam registrar os maiores números de acidentes de trânsito, e por isso, a atenção tem que ser redobrada. Seja em meio a um temporal ou mesmo em uma chuvinha de verão, o asfalto molhado ou a baixa visibilidade são fatores que oferecem riscos até para o motorista mais experiente.

Tentar atravessar locais alagados pode ser uma péssima ideia. A aquaplanagem (quando o pneu do automóvel perde o contato com o solo) é um inimigo em potencial aos motoristas, pois durante esse momento não há o controle da direção e sua proporção pode ser ainda maior se o carro estiver em alta velocidade ou se os pneus estiverem carecas.

Por isso, separamos algumas dicas que podem garantir mais segurança ao condutor nos dias de chuva. Confira:

  • Ande em velocidade reduzida e procure manter uma distância mínima de 8 metros do veículo à sua frente;
  • O farol pode ser um grande aliado nesses momentos. Além de servir como guia para o motorista que segue atrás de você ele melhora a sua visão e diminui o risco de colisão. Evite acionar o farol alto ou o pisca alerta quando o carro estiver em movimento para não prejudicar e confundir os outros condutores;
  • Não freie bruscamente nem faça manobras arriscadas. Lembre-se de que o asfalto molhado irá limitar as ações do seu automóvel;
  • Em caso de temporais ou chuvas mais fortes, pare o carro no acostamento, acione o pisca alerta e espere a chuva parar ou diminuir;
  • Lembre-se de manter as paletas do para-brisa em bom estado de funcionamento para que ele não te deixe na mão quando precisar. Mantenha sua velocidade de acordo com o volume de água;
  • Lembre-se de manter um pano seco em seu automóvel para eventuais contratempos. Se o desembaçador costuma demorar para desobstruir sua visão use o pano e evite limpar o vidro com as mãos pois, a gordura natural da pele pode piorar a situação. Além disso, ligar o ar-condicionado ou deixar poucos centímetros do vidro aberto pode ajudar no processo.

Em todo caso, vale lembrar que os maiores perigos em se dirigir em dias de chuvas costumam estar sempre camuflados e as condições são mais perigosas e traiçoeiras. Fique alerta!

Cuidados com o banco de couro

Bancos do modelo top de linha, EXL, tem bancos de couroSinônimo de luxo e requinte, o banco de couro é um opcional que agrega valor aos automóveis, além de oferecer maior conforto e beleza. E, por se tratar de um acessório tão desejado, também requer um cuidado especial para que seu bom aspecto possa ser mantido por mais tempo, mas isso não significa que essa manutenção seja particularmente complexa, muito pelo contrário, é mais simples do que parece.

Além de ter uma durabilidade maior que os bancos em tecido, sua conservação também é mais fácil e depende apenas do comprometimento do proprietário em condicionar alguns hábitos para manter o brilho do banco de couro por mais tempo, já que a sujeira é mais evidenciada nesse tipo de banco do que nos tradicionais.

O banco de couro tem como uma de suas vantagens o fato da poeira ser mais fácil de ser limpa, no entanto, essa limpeza precisa ser feita com mais frequência, sendo um simples pano seco e macio pode fazer o serviço sem maiores problemas. Se a sujeira parecer mais profunda ou difícil de ser removida, uma leve umedecida em um pano com água e sabão líquido, seguida por uma retirada no excesso com pano seco, será suficiente.

Já os grandes vilões para este tipo de estofado são o calor excessivo e a exposição ao sol. Além das portas e volantes revestidos em couro, os bancos necessitam de um cuidado especial onde a temperatura é mais alta, pois eles ressecam e podem causar rachaduras.

A melhor maneira de garantir o bom aspecto do banco de couro é realizar com frequência hidratação desse revestimento, sem deixar de se aos produtos corretos para que o couro não seja agredido e nem diminua sua durabilidade.

A indispensável suspensão automotiva

Suspensão automotivaCom a função de maximizar o atrito entre o solo e o pneu, proporcionando maior estabilidade e conforto aos passageiros, a suspensão automotiva é composta por um conjunto de peças que basicamente envolvem mola e amortecedor. Entre os vários tipos existentes, os mais comuns são: a suspensão independente, MacPherson, triângulo duplo, multilink e barra de torção ou eixo rígido.

Nos primórdios da invenção do automóvel a existência desse sistema não era necessária, uma vez que os carros não ultrapassavam a velocidade de 30 Km/h. Existia apenas algumas poucas molas que asseguravam a absorção de impactos dos carros.

Mas, com a modernização dos automóveis, foi indispensável a criação de um sistema que diminuísse as vibrações e mantivesse os carros estáveis. Seu conjunto também pode variar, conforme o tipo do carro, por exemplo, os off-roads, que exigem uma atenção maior quanto a suspensão, para atender solos mais irregulares.

Por isso, sua manutenção se torna essencial para garantir não só o conforto, mas também para assegurar o bom desempenho do automóvel.

O perigo de dirigir em ponto morto

DescidaSe você é daqueles que costumam pegar o carro e seguir para o litoral e sempre que surge uma oportunidade e desce a serra em ponto morto para economizar combustível, é bom ficar atento aos riscos que você está se expondo. Além de ser considerada uma infração média pelo Código Brasileiro de Trânsito, resultando em uma multa de R$ 85,13 e  4 pontos na CNH (Carteira Nacional de Habilitação), essa ação traz riscos por diversos motivos, que você confere aqui neste post.

Quando o carro está desengatado, a comunicação entre o motor e a direção fica interrompida, pois é a embreagem que assume a função de transmitir esse contato, deixando o carro solto ou como costumam dizer, “bobo”. Embora haja a falsa sensação de controle, pelo simples fato de que o carro continua em movimento, essa ação pode superaquecer as pastilhas de freio e comprometer todo o sistema, pois a frenagem é o único controle que o motorista realmente terá sobre o automóvel.

A marcha engrenada também pode servir como garantia de segurança todas as vezes que você precisar estacionar seu carro em uma ladeira ou declive, caso o freio de mão venha a falhar. Por tanto, não arrisque a sua segurança e a de seus passageiros. Garanta maior vida útil do sistema de transmissão e frenagem do seu automóvel.

Se for viajar, vá consciente e não se arrisque.

Conheça algumas dicas para economizar no combustível do seu carro

Economia combustível

Se você anda procurando alternativas para melhorar seu orçamento, saiba que você pode começar essa tarefa reduzindo o consumo de combustível do seu automóvel e não é arrumando meios alternativos de locomoção. Existem algumas medidas que fazem a diferença. Confira:

  • Velocidade:

Manter a aceleração constante é uma boa maneira de economizar. Além disso, a troca de marcha mais suave e leveza no pé na hora de acelerar também garantem maior economia no combustível e previnem o desgaste do motor. No semáforo, por exemplo, evite ficar acelerando e se possível diminua gradativamente a velocidade do carro se você observar que o trânsito logo à frente está parado.

  • Carro desengatado:

O hábito de aquecer o motor do carro logo pela manhã ou nos dias de frio está ficando cada vez mais obsoleto. Isto porque os novos modelos de carros contam com injeção eletrônica, tornando esse hábito desnecessário. Mesmo para os modelos flex, a a única recomendação é ficar atento ao tanquinho de partida a frio.

  • Ar-condicionado:

O ar-condicionado do seu automóvel é operado pelo motor, portanto seu uso constante pode influenciar diretamente no consumo de combustível. Não faça do seu uso um hábito e procure utilizar somente quando for realmente necessário.

  • Bagagem:

Evite encher o carro com peso excessivo. Quanto mais pesado estiver o automóvel, mais força o motor terá de fazer para mantê-lo em movimento e consequentemente haverá maior consumo de combustível. Você pode conferir o manual do proprietário para saber qual é o peso máximo que o seu carro pode carregar e se prevenir.

São pequenas ações que podem contribuir para a o melhor desempenho do seu automóvel e garantir à você maior economia na hora de rodar por aí.

Saiba quais são as vantagens da cristalização automotiva

CristalizaçãoCom o propósito de melhorar o aspecto do seu automóvel, removendo a pintura oxidada e dando maior brilho por mais tempo, a cristalização automotiva consiste em um polimento a base de teflon, dando resultado superior se comparado ao feito com cera. Além das vantagens estéticas, a cristalização protege o carro dos raios solares e da poluição que agridem a lataria.

Apenas profissionais experientes e capacitados podem oferecer esse serviço, que exige muito mais do que bons produtos: é preciso atender todas as especificações e dar atenção a todos os detalhes para que a pintura do carro não seja danificada. Nos veículos novos, por exemplo, a aplicação de uma resina de proteção é fundamental eevita que a pintura perca o brilho após as lavagens.

Veja quais as vantagens da cristalização:

  • Proteção de raios ultravioletas;
  • Remoção de pintura oxidada;
  • Dispensa a utilização de cera por cerca de um ano;
  • Melhora a estética: realça cor, lustra e dá brilho superior ao original;
  • Valorização do automóvel na hora da venda;
  • Preenche poros microscópicos, assim como arranhões e rachaduras.

Para quem é apaixonado por carro e gosta de manter o visual da máquina impecável, a cristalização é a opção ideal.