Carro auto recarregável

Um grupo de pesquisadores vem desenvolvendo há mais de três anos uma solução para amenizar ou até resolver o maior problema dos carros elétricos: sua baixa autonomia. A solução consiste em transformar o carro inteiro em uma bateria própria, distribuindo o peso do conjunto de baterias de forma que ele uniforme em cada parte do veículo, reduzindo o peso dos modelos de carros elétricos atuais.

(Créditos: Divulgação)

(Créditos: Divulgação)

A nova tecnologia usa a carroceria do próprio carro para armazenar energia elétrica suficiente para o funcionamento do veículo, aumentando a autonomia da bateria através de painéis de fibra de carbono, que foram fundidos com nanobaterias e supercapacitores.

As partes recarregáveis são distribuídas na “carcaça” do carro e, por isso, se instalam em portas, teto e até no assoalho, diminuindo em 15% a porcentagem do peso do automóvel, outro fator que contribui para a melhor autonomia da bateria.

Os painéis podem ser carregados pela energia dos freios regenerativos ou mesmo do modo mais comum, ou seja, carregando na tomada.

Interessante, não é? Além dos carros elétricos estarem cada vez mais desenvolvidos, eles contribuem para a preservação do meio ambiente.

O carro de Lego

Desde pequeno, o romeno Raul Oiada era encantando por uma Ferrari vermelha, feita de Lego, que costumava brincar, com o passar dos anos, decidiu que iria construir uma versão real do seu brinquedo. Sem formação alguma e nenhum conhecimento específico em engenharia, Raul construiu ao longo de 18 meses, um automóvel feito com mais de 500 mil peças do brinquedo Lego.

O carro, que funciona com ar comprimido e atinge até 30 km/h teve um investimento em torno de 143 mil reais, sendo que  a maior parte deste projeto teve uma renda através de arrecadação no Twitter, além de um investimento vindo de um patrocinador australiano, que Raul conheceu pela internet. Raul argumenta que, apesar de receber várias propostas para vender o veículo, não pensa em se livrar dele e que teve um processo difícil de montagem, passando dias e noites em claro.

Com exceção dos pneus, amortecedores e indicadores, o carro é totalmente revestido e montado somente com peças de Lego, o que vira um atrativo tanto para quem olha de longe, avistando um Lego gigantesco, quanto de perto, analisando detalhe por detalhe a estrutura do automóvel.

(Créditos: Divulgação)

(Créditos: Divulgação)

Muito interessante né? Acompanhe nosso blog para mais novidades no mundo automobilístico.

Use as setas

A seta não é apenas mais um item de design em seu carro, você precisar ligar ela antes de virar o veículo para a direita ou para a esquerda, evitando colisões geradas pela falta de sinalização de direção.

Os erros mais comuns se remetem à: baliza sem seta ligada, conversão à direita ou esquerda sem aviso, ou um esquecido que para e não sinaliza. Nestes casos, o carro que está atrás precisa freiar bruscamente ou desviar rapidamente para evitar acidentes e transtornos que afetarão não só os envolvidos na batida, mas também outros motoristas.

O uso da seta é algo simples, acionando a seta para cima você sinaliza que vai virará para a direita e para baixo à esquerda. Esse sistema atual de sinalização surgiu de acordo com a modernização dos automóveis e é dever dos guardas de trânsito multar o não o uso das setas, que é uma infração grave.

setas

Então, não se esqueça: use as setas!

Mulher no volante…

Mulher no volanteInfelizmente, o preconceito com relação a mulher no universo automobilístico ainda existe. E, embora elas estejam participando mais ativamente da decisão na hora da compra, geralmente são vistas como leigas quando o assunto se trata de mecânica automotiva e direção defensiva.

Surpreendente, uma pesquisa feita pela empresa Inglesa Unipart Automotive, as mulheres estão se destacando. A empresa fornecedora de peças automotivas, conta que a preocupação com a mecânica e o bom desempenho dos carros também parte do público feminino com a mesma frequência dos homens.

A pesquisa ainda apresenta dados interessantes. Foram entrevistados 2 mil homens e boa parte não sabia responder sobre as caraterísticas do automóvel: um terço desconhecia a localização do macaco e o compartimento em que se deve colocar água para refrigerar o motor, além disso, 19% não tinha ideia de como abrir o capô do carro.

Não é interessante? Agora ficou difícil dizer que mulher no volante é um perigo constante.

Promoção Verão Asiatica

IMG_6849Sempre preocupada em atender bem e proporcionar serviços de qualidade, a Asiatica Automotive está lançando uma promoção que vai dar para o seu automóvel a oportunidade que ele tanto esperava. Acesse o link abaixo para saber como participar da promoção onde você concorre a um alinhamento 3D e uma higienização de ar-condicionado. Serão sorteados 10 prêmios de cada e o ganhador pode se dirigir a Asiatica mais próxima (Sorocaba ou Piracicaba).

http://zip.net/bnmkcg

Asiatica Automotive, por você!

Carros asiáticos são os preferidos dos brasileiros

jacOs veículos asiáticos estão em alta!

De acordo com um levantamento feito pela Associação Brasileira das Empresas Importadoras de Veículos Automotores (Abeiva), os veículos chineses e coreanos são os preferidos dos brasileiros e estão presentes na lista dos dez automóveis importados mais comercializados no Brasil entre janeiro e junho deste ano.

Neste período, a fabricante Kia Motors vendeu mais 16 mil veículos no país, sendo que cerca de 4 mil brasileiros adquiriram o modelo Sportage. O J3, da Jac Motors, está em primeiro lugar com mais de cinco mil unidades vendidas.

É por isso que a Asiatica Automotive é um centro especializado em veículos asiáticos.  Trabalhamos com peças genuínas e paralelas de alta qualidade e com garantia específica de cada marca. Nossa equipe tem o compromisso de oferecer peças com o melhor custo-benefício, sempre atendendo com segurança, qualidade e desempenho.

Para conhecer nossos serviços, acesse o site: www.asiaticaautomotive.com.br

Estepe: algumas dicas para não ter surpresas com esse item

   Todo motorista acha que nunca usará o estepe, mas ninguém está livre de precisar recorrer a ele em algum momento. É preciso estar atento ao pneu reserva, para evitar que o momento de trocá-lo não seja ainda mais incômodo. Veja algumas dicas e evite surpresas:

estepe

  • Quando for calibrar os pneus, lembre-se também de calibrar o estepe uma vez por semana ou no máximo a cada 15 dias. O pneu reserva também perde pressão. Se tiver alguma dúvida, as informações sobre a pressão indicada estão no manual do proprietário do veículo.
  •  Se você equipou seu veículo com rodas de liga leve e deixou o estepe com rodas de ferro, é preciso carregar os parafusos específicos para esta roda, pois se precisar usar o pneu reserva e utilizar os parafusos de liga leve, poderá danificar o sistema de freio.
  • Nunca use como reserva pneus com cortes ou torturas, ele pode furar e aumentar o risco de acidentes. A roda também não pode estar trincada e nem amassada.
  • Lembre-se que os cinco pneus do carro devem ter profundidade mínima de 1,6 mm nos sulcos (aqueles frisos que indicam o desgaste da borracha). Isto faz parte de uma resolução do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) e pode resultar em multas. Por isso, não coloque pneu careca como estepe.
  •  Veículos que possuem o estepe menor do que as rodas normais, não podem rodar muito tempo com o pneu reserva. Procure um centro automotivo mais próximo, para consertar o pneu estragado ou trocá-lo. Enquanto estiver rodando com o pneu menor, evite altas velocidades.

 Gostou das dicas? Comente!

Você sabe as diferenças entre rodas de ferro e rodas de liga leve?

roodasAs rodas de liga leve são mais bonitas e mais caras do que as de ferro, especialistas afirmam que a maior diferença entre elas é o preço. Ambas são projetadas para aguentar estradas ruins, porém as rodas de ferro são mais pesadas, mas isso não interfere no desempenho do veículo.

Por isso, se você está em dúvida entre as rodas de ferro e as de liga leve pode escolher pela estética e pelo valor (desde que sejam rodas certificadas pelas montadoras), pois em termos de segurança e desempenho, elas são semelhantes.

As rodas de ferro ou aço são mais resistentes para fortes impactos, além da recuperação ser mais simples. O design das rodas de ferro costuma ser sempre o mesmo, este material não permite muita modelagem, por isso os modelos são mais simples.

Já as rodas de liga leve são fabricadas com materiais mais leves, como titânio ou alumínio, geralmente são mais bonitas e leves, o que permite uma maior variedade de tamanhos e cores. O aspecto negativo é que pela sua leveza, ela está mais sujeita a quebrar em pancadas mais fortes. Raramente uma roda de liga leve amassa, ela quebra e isso impossibilita seu uso. Há a possibilidade de consertar este tipo de material, mas as montadoras não recomendam por questões de segurança.

É preciso estar atento ao tamanho do aro indicado pela montadora, em alguns veículos é possível utilizar mais de um tamanho de roda, isto é essencial, pois se um veículo utilizar rodas de um diâmetro não recomendado pelos fabricantes, ele pode ter problemas na suspensão e um maior desgaste nos pneus.

Procure sempre centros automotivos especializados para avaliar a possibilidade de trocar as rodas com segurança e de acordo com as especificações do seu veículo.

Vai trocar as rodas? Fique atento aos parafusos

rodas-esportivasMuitos motoristas decidem substituir as rodas de ferro pelas rodas de liga leve, seja pela por beleza ou até mesmo pelas vantagens que trazem ao veículo, como a redução de peso, por exemplo.

Mas, além de escolher as rodas que estejam de acordo com o tamanho ideal para cada modelo, é preciso estar atento a mais um detalhe: os parafusos.

Talvez muitos motoristas não saibam, mas há diferença entre os parafusos das rodas de liga leve e as de aço. Enquanto nas rodas de aço o parafuso tem cerca de 3 milímetros de espessura, o da rodas de liga leve precisa ter uma espessura de quase 10 milímetros para suportar a carga aplicada nas rodas.

Se você utilizar parafusos das rodas de aço em um jogo de liga leve, eles não irão fixá-las de forma correta no veículo. Já nas rodas de aço, o parafuso maior das rodas de liga leve pode danificar o freio traseiro.

O ideal é utilizar os parafusos corretos e que estejam de acordo com o tipo de rodas escolhidas para o seu veículo. Fique atento e garanta a segurança sua e dos seus passageiros!

Os cuidados com a pintura de carros pretos

toyota pretoooVocê sabia que carros com a pintura preta são os que mais precisam de atenção na hora da lavagem e polimento? Qualquer risco ou arranhado fica mais aparente e pode desvalorizar o automóvel.

Veja algumas dicas para manter a pintura em perfeito estado:

  • A lavagem de carros pretos deve ser feita, se possível, duas vezes por semana.

  • A utilização de produtos corretos também é fundamental na hora da limpeza, utilize sempre xampus automotivos neutros, ceras, esponjas e panos indicados para esta finalidade.

  • Quanto ao polimento, é fundamental utilizar ceras simples para diminuir o acúmulo de poeira e aumentar a duração da lavagem.

  • Caso o veículo já esteja com a pintura danificada, leve-o a um centro automotivo especializado para que seja feito procedimentos como cristalização e polimento para a recuperação do brilho.

 E você, quais cuidados costuma ter com seu veículo? Conte para nós!