Carros elétricos começam a ganhar força no mercado

De acordo com os CEO’s (Chief Executive Officer, ou, Chefe executivo de uma marca) de várias montadoras de marcas de carros, a venda de veículos elétricos está aumentando gradativamente desde setembro do ano passado. Algumas marcas tiveram um crescimento mais leve em relação a outras, mas no geral, as vendas tiveram um início mais morno do que o previsto.

G_noticia_13596

Os executivos observaram as dificuldades que os carros elétricos enfrentam no mercado do mundo todo e concluíram que o problema, é a relação do desenvolvimento da infraestrutura de cada país, ou seja, cada um deles possui sua fonte de energia elétrica, seja através da quantidade distribuída de usinas hidrelétricas ou outros meios de se obtê-la. As marcas estão investindo pesado neste ano de 2014, pois a visibilidade dos carros elétricos está ganhando força e se juntando a projetos de sustentabilidade, já que não emitem CO2 no ar atmosférico.

Gostaram da novidade? Então, continue acompanhando nosso blog!

Publicidade

A eficácia da gasolina aditivada

Gasolina aditivadaDiferente da gasolina comum, a gasolina aditivada possui alguns componentes detergentes e dispersantes que auxiliam na limpeza de todo o sistema de alimentação do veículo (linha de combustível, bomba, injetores e tanque), além de dispersar a sujeira. Por isso, o uso desse combustível é recomendado, mesmo que ele não seja, você pode optar em utilizá-la de vez em quando, no mínimo um tanque da aditivada para dois da comum.

Além do mais, o aditivo retarda a oxidação da gasolina e impede a formação da carbonização na câmara de combustão. Caso você desconfie que posto em que você abastece vende a gasolina comum com o preço da aditivada, ainda há a opção de fazer o acréscimo dos aditivos você mesmo. Eles podem ser encontrados em postos, casas de peças ou nas concessionárias.

Embora a gasolina aditivada possua vantagens quanto a limpeza, ela não melhora o desempenho do automóvel. Apenas contribui para que não haja perda de potência por manter o motor limpo internamente. Vale lembrar que sua atuação é gradativa, por isso, não há o risco da sujeira entupir os injetores.Outra forma de fazer a limpeza do sistema de alimentação do veículo é utilizar o etanol de vez em quando, caso seu carro seja flex.

A gasolina aditivada não garante apenas vantagens ao veículo, mas também ao meio ambiente, pois faz com que o veículo emita menos gases poluentes. Ou seja, é uma opção eficaz e vantajosa.

Conheça algumas dicas para economizar no combustível do seu carro

Economia combustível

Se você anda procurando alternativas para melhorar seu orçamento, saiba que você pode começar essa tarefa reduzindo o consumo de combustível do seu automóvel e não é arrumando meios alternativos de locomoção. Existem algumas medidas que fazem a diferença. Confira:

  • Velocidade:

Manter a aceleração constante é uma boa maneira de economizar. Além disso, a troca de marcha mais suave e leveza no pé na hora de acelerar também garantem maior economia no combustível e previnem o desgaste do motor. No semáforo, por exemplo, evite ficar acelerando e se possível diminua gradativamente a velocidade do carro se você observar que o trânsito logo à frente está parado.

  • Carro desengatado:

O hábito de aquecer o motor do carro logo pela manhã ou nos dias de frio está ficando cada vez mais obsoleto. Isto porque os novos modelos de carros contam com injeção eletrônica, tornando esse hábito desnecessário. Mesmo para os modelos flex, a a única recomendação é ficar atento ao tanquinho de partida a frio.

  • Ar-condicionado:

O ar-condicionado do seu automóvel é operado pelo motor, portanto seu uso constante pode influenciar diretamente no consumo de combustível. Não faça do seu uso um hábito e procure utilizar somente quando for realmente necessário.

  • Bagagem:

Evite encher o carro com peso excessivo. Quanto mais pesado estiver o automóvel, mais força o motor terá de fazer para mantê-lo em movimento e consequentemente haverá maior consumo de combustível. Você pode conferir o manual do proprietário para saber qual é o peso máximo que o seu carro pode carregar e se prevenir.

São pequenas ações que podem contribuir para a o melhor desempenho do seu automóvel e garantir à você maior economia na hora de rodar por aí.

Saiba quando fazer a limpeza dos bicos injetores

BicosOs bicos injetores são responsáveis por inserir a quantia exata de combustível nos dutos do coletor de admissão, onde acontecerá sua queima. A válvula injetora é composta basicamente por uma bobina e uma agulha que, quando acionadas, permitem a passagem do combustível.

A pressão do combustível na válvula é fixa, ou seja, a única maneira de variar o volume injetado é aumentando ou diminuindo a quantidade de aberturas da agulha em função do tempo de injeção.

Com o passar do tempo, tanto a agulha quanto o orifício de passagem retém alguns resíduos existentes no próprio combustível, dificultando sua passagem e influenciando nas características físicas da válvula. Isso pode alterar o volume de combustível injetado nos dutos, comprometendo todos os componentes do motor do automóvel.

A gasolina é o combustível que mais deposita resíduos e o tempo certo para se fazer a limpeza nos bicos é aproximadamente de 30.000 Km.

Seguindo à risca o tempo certo de fazer a manutenção de cada item do seu carro, assim como a dos bicos injetores, você se previne e garante melhor desempenho do seu carro.

Entenda como os filtros atuam no seu automóvel

Filtros

Ar, óleo ou combustível: a manutenção constante e correta nos filtros desses itens do carro pode garantir maior desempenho do motor e evitar certos problemas como maior esforço do motor, queda no rendimento do automóvel ou danos na injeção eletrônica. Cada filtro tem o seu tempo correto para ser trocado e depende do condutor manter a manutenção em dia. Veja qual a função de cada um deles.

Filtro de ar:

O filtro de ar é essencial para o bom funcionamento do automóvel, pois a sujeira ou avaria no filtro de ar aumenta o esforço feito pelo motor, refletindo diretamente no consumo de combustível.

Filtro de óleo:

Com a função de impedir que sujeiras passem pelos tubos do motor, a troca de óleo precisa ser feita entre os 5.000 Km e 7.500 Km ou a cada seis meses.

Filtro de combustível:

Tem a função de retirar as impurezas do “alimento” do carro e, se não for trocado regularmente, pode obstruir a passagem do combustível para o motor e danificar a injeção eletrônica do automóvel.

E você, sabe quando trocar cada filtro do seu carro?