Saiba como proceder em um acidente de trânsito

Batida de carroSeja por descuido ou imprudência, se envolver em um acidente de trânsito é sempre um transtorno, independente da sua participação na ocorrência. Se foi você quem causou o acidente, terá que lidar com as consequências e correr atrás do prejuízo, mas se você for a vítima manter a calma é a chave para evitar qualquer tipo de atrito e dificultar a resolução do problema.

Veja algumas dicas de como proceder nos dois casos:

  • Caso haja vítimas, a primeira providência é acionar a Polícia Militar para que seja feito o Boletim de Ocorrência de Acidente de Trânsito (BOAT), discando o número 190; e o Corpo de Bombeiros, através do número 193. Basta ligar e aguardar. Alguns procedimentos são padrões neste caso:
    – Será necessário fazer a perícia no local;
    – Não mexa nas pessoas que estiverem feridas para evitar maiores lesões;
    – Se o acidente estiver obstruindo o fluxo de veículos, ele pode ser desfeito e caberá apenas ao policial fazer o registro do que cada um viu;
    – Mesmo que haja o acordo entre as partes é importante que seja aberto um inquérito policial para evidenciar quem foi o culpado e auxiliar em um eventual processo criminal;
  • Anote todos os dados do outro motorista: placa do carro, nome completo do motorista, CPF, RG, endereço e telefone. Esses dados serão necessários para a realização do boletim de ocorrência e para acionar o outro motorista para definir como vocês irão resolver o problema.
  • O prazo para você realizar o boletim de ocorrência é de seis meses e, caso não haja vítimas, cada motorista envolvido pode fazer o seu próprio B.O., sem a necessidade dos dois irem à mesma delegacia.
  • O acordo entre as partes pode parecer a maneira mais rápida de resolver o problema, mas possui riscos. Se algum dos envolvidos decidir quebrar esse acordo, não haverá provas que contestem qualquer suposta acusação e você terá que arcar com as consequências. Será a sua palavra contra a dele. Por isso, recomenda-se registrar o boletim de ocorrência.
  • Outro procedimento rápido e simples é chamar a seguradora, caso o seu veículo esteja segurado. A empresa pode facilitar todo o processo de remoção e reparo do veículo logo após a batida e minimizar suas dores de cabeça. Além disso, é importante saber qual é a cobertura do seu seguro para analisar qual é a melhor opção para cobrir os danos de todas as partes envolvidas;
  • Obter uma terceira pessoa como testemunha também pode garantir menos problemas para você. Se a outra pessoa envolvida no acidente resolver não cooperar, essa testemunha pode ajudá-lo caso o processo envolva a justiça;
  • Saiba que, se sua carteira de habilitação estiver vencida ou os documentos do carro desatualizados no momento da batida isso não será um problema para o uso do seguro, mas é passível de multa e em alguns casos pode ocorrer a apreensão do veículo;
  • Em caso de PT (Perca Total) do veículo, será necessário dar baixa no Detran do registro do veículo na base de dados estadual e na Base Índice Nacional (BIN).

O procedimento para que tudo seja resolvido o mais rápido possível pode ser simples, se todas as partes envolvidas cooperarem. É claro que desejamos que você não precise passar essa situação, mas se acontecer, esteja preparado.