Saiba quais são as vantagens da cristalização automotiva

CristalizaçãoCom o propósito de melhorar o aspecto do seu automóvel, removendo a pintura oxidada e dando maior brilho por mais tempo, a cristalização automotiva consiste em um polimento a base de teflon, dando resultado superior se comparado ao feito com cera. Além das vantagens estéticas, a cristalização protege o carro dos raios solares e da poluição que agridem a lataria.

Apenas profissionais experientes e capacitados podem oferecer esse serviço, que exige muito mais do que bons produtos: é preciso atender todas as especificações e dar atenção a todos os detalhes para que a pintura do carro não seja danificada. Nos veículos novos, por exemplo, a aplicação de uma resina de proteção é fundamental eevita que a pintura perca o brilho após as lavagens.

Veja quais as vantagens da cristalização:

  • Proteção de raios ultravioletas;
  • Remoção de pintura oxidada;
  • Dispensa a utilização de cera por cerca de um ano;
  • Melhora a estética: realça cor, lustra e dá brilho superior ao original;
  • Valorização do automóvel na hora da venda;
  • Preenche poros microscópicos, assim como arranhões e rachaduras.

Para quem é apaixonado por carro e gosta de manter o visual da máquina impecável, a cristalização é a opção ideal.

Troca de óleo: quando fazer?

Tróca de óleoAlgumas manutenções do automóvel requerem uma atenção especial. A periodicidade na troca de óleo é uma delas e exige do motorista tempo e disposição, no entanto ela é de extrema importância para o bom funcionamento do carro, pois atenua os efeitos causados pelo atrito das peças dentro do motor. Se você possui dúvidas sobre quando fazer a troca, aqui vão algumas dicas que podem ajudá-lo a compreender como ela funciona, veja:

  • Quando fazer:
    O manual do proprietário deve fornecer a informação exata sobre a hora certa de fazer a troca de óleo, sendo que o tempo pode ser especificado segundo dois fatores:

– Uso normal, quando o motorista costuma trafegar em velocidade constante, normal em percursos longos;
– Uso severo, para veículos que trafegam em estradas acidentadas ou em grandes centros urbanos.

  • Periodicidade:
    É importante fazer a troca constante do óleo, pois ele possui um prazo de vida útil e, conforme o tempo passa, fica espesso e acumula sujeira, o que pode trazer diversos danos ao veículo.
  • Sintético ou mineral:
    A diferença entre eles está na obtenção de cada um. Os óleos sintéticos são gerados por processos químicos o que garante mais desempenho ao automóvel, enquanto os minerais são extraídos da separação de componentes do petróleo. Não é recomendável a mistura desses dois tipos de óleo para não prejudicar o motor.
  • Óleo de freio:
    O período de troca do óleo de freio é mais longo que o do motor, podendo ser entre 40 mil Km ou a cada 2 anos (o que vier primeiro). É ele que vai garantir, junto com itens como pastilha de freio e o disco, que o sistema de frenagem funcione perfeitamente.
  • Fluido hidráulico:
    É preciso manter o fluído hidráulico sempre no nível especificado para evitar que a direção gire com facilidade e evite que ela trave.

Seguindo essas especificações e mantendo constante a troca de óleo, você se livra de problemas com o motor e o seu automóvel agradece.

Parte Elétrica: Saiba o que deve ser revisado no seu automóvel

ElétricaSe a parte elétrica do seu carro anda apresentando problemas, é melhor você se prevenir e fazer uma boa revisão antes que o seu carro te deixe na mão. Falhas no comando ou panes no sistema são fatores que precisam ser levados a sério para garantir que o seu automóvel continue rodando perfeitamente.
Veja alguns componentes que não podem ser ignorados na hora da revisão elétrica:
Bateria:

É o principal componente do sistema elétrico do seu automóvel e o que mais necessita de atenção, pois é ela que faz a alimentação de todo o conjunto. Embora seja recomendado fazer sua troca a cada 4 anos, no melhor dos casos, é aconselhável que pelo menos uma vez ao ano seja feita uma checagem, para garantir seu bom funcionamento.

Iluminação e Sinalização:

As lâmpadas dos faróis, das lanternas e das setas são componentes do seu automóvel que precisam estar sempre funcionando, pois são elas que garantem segurança e cumprem o papel de auxiliar na comunicação com outros motoristas. Devem durar no mínimo 700 horas, conforme especificado por normas internacionais.

Alternador:

Se o seu carro apresenta variação na iluminação, dificuldade na hora de dar a partida ou se a luz de bateria no painel se mantiver acesa, é provável que o problema seja no alternador, porque é ele que mantém a bateria carregada quando o motor do automóvel está em funcionamento.

Periféricos:

Esse conjunto que pode ser composto por: vidros, travas, alarmes e sistema de som, são componentes que garantem o conforto do motorista e que também precisam de atenção, pois se não vierem de fábrica, precisam ser instalados por profissionais devidamente capacitados, para não se tornarem um fardo para o motorista mais tarde.

Seja no computador de bordo ou mesmo no painel do seu carro, fique atento às luzes que podem indicar falha no sistema elétrico e lembre-se sempre de fazer a revisão.

Como identificar os desgastes nos amortecedores?

1378734346meuautomovelamortecedor2Os amortecedores são as principais peças do sistema de suspensão do veículo, eles têm como função principal manter os pneus em contato com o solo. Por isso, se eles estiverem desgastados deixam o automóvel ‘’desconfortável’’, aumentando o risco de acidentes e ainda danificando outras peças, como pneus, buchas, coxins e molas.

O próprio motorista pode identificar alguns sintomas que indiquem o fim da vida útil dos amortecedores. Alguns deles são: uma demora maior no momento da frenagem, desgaste de pneus, sensação de oscilação da carroceria, vazamento de fluido na haste do amortecedor, balanço excessivo nas arrancadas, tendência de aquaplanagem em solo alagado e perda de aderência, ou seja, quando o motorista sente o veículo sair para o lado de fora nas curvas.

Quando os amortecedores estão desgastados ou danificados, podem oferecer diversos riscos ao veículo e a seus ocupantes. O ideal é fazer a revisão a cada 10 mil quilômetros e procurar centros automotivos especializados e de confiança, só assim é possível avaliar as condições dos amortecedores ou qualquer mudança de comportamento no automóvel.

Para manter as características do veículo, garantir a segurança e bom desempenho, deve-se instalar peças novas e nunca recondicionadas.

A Asiatica Automotive é um centro automotivo especializado em veículos asiáticos, nós trabalhamos com peças genuínas, originais e alternativas com alta qualidade e garantia.