Escape de uma encrenca

EscapamentoQuando foi a última vez que você deu atenção para o escapamento do seu carro? Ele fica na parte de baixo, bem posicionado, quase que imperceptível e talvez por isso ele seja normalmente ignorado pelo motorista, mas a sua manutenção também é importante para o bom desempenho do automóvel.

Você consegue imaginar seu carro tomado pela fumaça enquanto dirige? Aterrorizante!

Pois o escapamento atua justamente eliminando os gases causados pela queima do combustível, conduzindo e filtrando as impurezas para amenizar a poluição do ar. Além disso, outra característica torna esse componente importante para o motorista: a redução do barulho causado pelo funcionamento do motor.

O tempo recomendado para a manutenção do escapamento é de três em três meses ou a cada 20 mil quilômetros e ela consiste em verificar estado estrutural desse item, bem como sua funcionalidade. Também é importante fazer uma checagem rápida neles após passar por estradas esburacadas lavar a parte de baixo do veículo com água de vem em quando para evitar que as borrachas de suspensão ressequem.

Um agente que contribui (e muito) para a avaria desse componente é o combustível, ou melhor, os adulterados. A vida útil de todo o equipamento pode ficar comprometida com a má qualidade dos combustíveis utilizados e isso contribui para a troca prematura de todo o sistema.

Dê a devida atenção a esse componente e rode por aí com mais tranquilidade e segurança.

Limpador de para-brisa é item de segurança

Limpador de para-brisaBasta imaginar-se em uma rodovia bem movimentada, durante uma pancada de chuva com toda a família dentro do carro e o limpador de para-brisa deixar de funcionar. Aterrorizante, não é mesmo? Por essas e outra que esse componente precisa ser tratado como fundamental item de segurança.

Ele é pequeno e normalmente sua revisão passa despercebida por qualquer pessoa e é aí que mora o perigo. A parte de borracha, conhecida como paleta, precisa de verificação constante, pois o seu desgaste costuma ser o principal problema da ineficiência do limpador. O recomendado é trocá-las, no máximo, uma vez por ano.

Alguns agentes externos como altas temperaturas, sujeira, materiais alcalinos ou ácidos presentes na água, são os principais responsáveis pelo ressecamento prematuro das paletas. Isso pode ser facilmente evitado esguichando-se água nos vidros uma vez ou outra ou passar um pano umedecido.

Utilizar o limpador de para-brisa com as paletas avariadas pode trazer um prejuízo ainda maior para o proprietário. Com o desgaste da borracha, o sistema do braço do motor elétrico responsável pelos movimentos do limpador acaba fazendo um esforço maior do que o normal e isso pode resultar em uma sobrecarga.

Por isso, não espere até esse equipamento te deixar na mão para investir em sua manutenção! Fique esperto!