Saiba como identificar a origem do vazamento de óleo

Vazamento de óleoEncontrar uma poça de óleo no chão da garagem é uma surpresa que nenhuma pessoa quer de ter e a primeira reação é pensar: “De onde este óleo está vazando e o que fazer para que esse vazamento pare?”. Procurar um local especializado para fazer os reparos necessários é sempre a melhor opção, mas se você quer ter a certeza da origem desse vazamento e ficar mais tranquilo, separamos algumas dicas. Confira:

  • Remova a graxa do bloco do motor com um desengraxante para que a superfície fique limpa e você possa identificar com mais clareza os componentes;
  • Coloque papel grosso ou papelão embaixo do carro para não fazer mais sujeira e ligue o carro para ver se o vazamento fica mais evidente, caso isso não aconteça na hora, o papelão irá denunciá-lo mais tarde;
  • Embaixo do carro, cheque se o filtro está devidamente apertado. Se for esse o problema aperte-o, mas se não funcionar, pode ser que a gaxeta esteja gasta e você terá que substituí-la;
  • Verifique se todos os parafusos próximos ao motor do carro estão soltos ou espanados;
  • Você pode utilizar o manual do seu carro para localizar a unidade de transmissão de óleo e poder checar sua pressão e se o encaixe está solto;
  • Gaxetas gastas ou danificadas podem causar vazamento, pois são responsáveis pela vedação de alguns componentes do automóvel.

São dicas básicas que podem ajuda-lo a ficar mais despreocupado e garantir que você rode com o seu carro com maior segurança. De qualquer forma, não se esqueça de manter as revisões em dia!

Troca de óleo: quando fazer?

Tróca de óleoAlgumas manutenções do automóvel requerem uma atenção especial. A periodicidade na troca de óleo é uma delas e exige do motorista tempo e disposição, no entanto ela é de extrema importância para o bom funcionamento do carro, pois atenua os efeitos causados pelo atrito das peças dentro do motor. Se você possui dúvidas sobre quando fazer a troca, aqui vão algumas dicas que podem ajudá-lo a compreender como ela funciona, veja:

  • Quando fazer:
    O manual do proprietário deve fornecer a informação exata sobre a hora certa de fazer a troca de óleo, sendo que o tempo pode ser especificado segundo dois fatores:

– Uso normal, quando o motorista costuma trafegar em velocidade constante, normal em percursos longos;
– Uso severo, para veículos que trafegam em estradas acidentadas ou em grandes centros urbanos.

  • Periodicidade:
    É importante fazer a troca constante do óleo, pois ele possui um prazo de vida útil e, conforme o tempo passa, fica espesso e acumula sujeira, o que pode trazer diversos danos ao veículo.
  • Sintético ou mineral:
    A diferença entre eles está na obtenção de cada um. Os óleos sintéticos são gerados por processos químicos o que garante mais desempenho ao automóvel, enquanto os minerais são extraídos da separação de componentes do petróleo. Não é recomendável a mistura desses dois tipos de óleo para não prejudicar o motor.
  • Óleo de freio:
    O período de troca do óleo de freio é mais longo que o do motor, podendo ser entre 40 mil Km ou a cada 2 anos (o que vier primeiro). É ele que vai garantir, junto com itens como pastilha de freio e o disco, que o sistema de frenagem funcione perfeitamente.
  • Fluido hidráulico:
    É preciso manter o fluído hidráulico sempre no nível especificado para evitar que a direção gire com facilidade e evite que ela trave.

Seguindo essas especificações e mantendo constante a troca de óleo, você se livra de problemas com o motor e o seu automóvel agradece.

Entenda como os filtros atuam no seu automóvel

Filtros

Ar, óleo ou combustível: a manutenção constante e correta nos filtros desses itens do carro pode garantir maior desempenho do motor e evitar certos problemas como maior esforço do motor, queda no rendimento do automóvel ou danos na injeção eletrônica. Cada filtro tem o seu tempo correto para ser trocado e depende do condutor manter a manutenção em dia. Veja qual a função de cada um deles.

Filtro de ar:

O filtro de ar é essencial para o bom funcionamento do automóvel, pois a sujeira ou avaria no filtro de ar aumenta o esforço feito pelo motor, refletindo diretamente no consumo de combustível.

Filtro de óleo:

Com a função de impedir que sujeiras passem pelos tubos do motor, a troca de óleo precisa ser feita entre os 5.000 Km e 7.500 Km ou a cada seis meses.

Filtro de combustível:

Tem a função de retirar as impurezas do “alimento” do carro e, se não for trocado regularmente, pode obstruir a passagem do combustível para o motor e danificar a injeção eletrônica do automóvel.

E você, sabe quando trocar cada filtro do seu carro?