Limpador de para-brisa é item de segurança

Limpador de para-brisaBasta imaginar-se em uma rodovia bem movimentada, durante uma pancada de chuva com toda a família dentro do carro e o limpador de para-brisa deixar de funcionar. Aterrorizante, não é mesmo? Por essas e outra que esse componente precisa ser tratado como fundamental item de segurança.

Ele é pequeno e normalmente sua revisão passa despercebida por qualquer pessoa e é aí que mora o perigo. A parte de borracha, conhecida como paleta, precisa de verificação constante, pois o seu desgaste costuma ser o principal problema da ineficiência do limpador. O recomendado é trocá-las, no máximo, uma vez por ano.

Alguns agentes externos como altas temperaturas, sujeira, materiais alcalinos ou ácidos presentes na água, são os principais responsáveis pelo ressecamento prematuro das paletas. Isso pode ser facilmente evitado esguichando-se água nos vidros uma vez ou outra ou passar um pano umedecido.

Utilizar o limpador de para-brisa com as paletas avariadas pode trazer um prejuízo ainda maior para o proprietário. Com o desgaste da borracha, o sistema do braço do motor elétrico responsável pelos movimentos do limpador acaba fazendo um esforço maior do que o normal e isso pode resultar em uma sobrecarga.

Por isso, não espere até esse equipamento te deixar na mão para investir em sua manutenção! Fique esperto!

Dicas para dirigir na chuva

Dirigir chuvaOs dias chuvosos costumam registrar os maiores números de acidentes de trânsito, e por isso, a atenção tem que ser redobrada. Seja em meio a um temporal ou mesmo em uma chuvinha de verão, o asfalto molhado ou a baixa visibilidade são fatores que oferecem riscos até para o motorista mais experiente.

Tentar atravessar locais alagados pode ser uma péssima ideia. A aquaplanagem (quando o pneu do automóvel perde o contato com o solo) é um inimigo em potencial aos motoristas, pois durante esse momento não há o controle da direção e sua proporção pode ser ainda maior se o carro estiver em alta velocidade ou se os pneus estiverem carecas.

Por isso, separamos algumas dicas que podem garantir mais segurança ao condutor nos dias de chuva. Confira:

  • Ande em velocidade reduzida e procure manter uma distância mínima de 8 metros do veículo à sua frente;
  • O farol pode ser um grande aliado nesses momentos. Além de servir como guia para o motorista que segue atrás de você ele melhora a sua visão e diminui o risco de colisão. Evite acionar o farol alto ou o pisca alerta quando o carro estiver em movimento para não prejudicar e confundir os outros condutores;
  • Não freie bruscamente nem faça manobras arriscadas. Lembre-se de que o asfalto molhado irá limitar as ações do seu automóvel;
  • Em caso de temporais ou chuvas mais fortes, pare o carro no acostamento, acione o pisca alerta e espere a chuva parar ou diminuir;
  • Lembre-se de manter as paletas do para-brisa em bom estado de funcionamento para que ele não te deixe na mão quando precisar. Mantenha sua velocidade de acordo com o volume de água;
  • Lembre-se de manter um pano seco em seu automóvel para eventuais contratempos. Se o desembaçador costuma demorar para desobstruir sua visão use o pano e evite limpar o vidro com as mãos pois, a gordura natural da pele pode piorar a situação. Além disso, ligar o ar-condicionado ou deixar poucos centímetros do vidro aberto pode ajudar no processo.

Em todo caso, vale lembrar que os maiores perigos em se dirigir em dias de chuvas costumam estar sempre camuflados e as condições são mais perigosas e traiçoeiras. Fique alerta!